A escolha do autor

Publicado por: Pe. Fábio de Melo, em 30 nov 2016

Porque a escolha do Rodrigo Alvarez para escrever sua Biografia?

“O fato de ser o Rodrigo Alvarez, nós nos conhecemos em Jerusalém e eu achei muito interessante, porque nós ficamos amigos enquanto esperávamos o momento da reportagem que ele preparava para o Jornal Nacional que era um congresso em Pentecostes e antes disso alguém me apresentou a ele, ficamos conversando e de repente o nosso papo evoluiu e ele num determinado momento ele disse assim: – Você é padre pensando assim no Brasil? Eu falei sim – E você expõe publicamente esses pensamentos, a sua maneira tão humana de ver o evangelho? Eu falei sim.” disse Padre Fábio de Melo ao repórter.

 

“E no outro dia ele foi participar, ficou curioso, foi participar do congresso porque ele me ouviu pregando e ele se interessou por mim assim, por um padre que tinha o que dizer e eu sempre fui muito vítima da imprensa, de me colocarem dentro de um contexto de um homem superficial, que não tenho muito o que dizer, de um padre cantor que deu certo por ser uma novidade e me incomodava um pouco de tudo aquilo que eu estudei para ser padre, me preparei dezesseis anos para poder dizer o que eu digo, para acreditar como eu acredito, isso dentro da universidade, me preparei a vida inteira como gente.” acrescenta o padre.

rodrigo-padre-fabio-lancamento-rio“Quando ele se interessou em escrever sobre o padre eu senti que o Rodrigo não estava atrás de uma história superficial, que ele tinha muito mais um desejo de mostrar os passos que me tornaram possível, os caminhos que me deram a oportunidade de ser quem eu sou, de pensar como eu penso e de transgredir como eu transgrido. Eu me sinto um transgressor no sentido mais positivo da palavra, quando eu percebo que as questões humanas estão sendo deixadas de lado por causa de regras que muitas vezes já perderam o sentido, eu faço questão de reivindicar o direito de pelo menos refletir sobre isso, eu acho que esse é o papel de um líder religioso que possa fazer diferença na sociedade, refletir aquilo que nós obedecemos, porque senão ela se torna uma obediência cega e ela não nos leva em lugar nenhum” Finaliza Padre Fábio de Melo.

Gostou? CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL

NOTÍCIAS E BASTIDORES EXCLUSIVOS!